Frustração pode ser parte de um belo plano?

intuição

A frustração pode ser parte de um belo plano?

Como seria se você vivesse sua vida com a sensação de que havia um belo plano para você? E se os atrasos e frustrações fossem realmente parte desse belo plano?

Recentemente ouvi uma história verdadeira maravilhosa que ilustrou esse ponto.

Um jovem americano foi para a Coréia no 1920 para trabalhar e servir as pessoas de lá. Ele amava seu trabalho e as pessoas. Eventualmente ele se casou com uma mulher que era uma nacional coreana. Eles tiveram uma boa vida.

Depois de alguns anos, o homem recebeu a notícia de que sua mãe estava com problemas de saúde. O homem ansiava por voltar e estar com ela. Sua única opção era pegar um barco, o que levaria três semanas. Ele não queria deixar sua esposa por tanto tempo, então começou o processo de tentar conseguir um visto para entrar nos Estados Unidos.

Apenas quando ele pensaria que o visto viria, foi adiado por mais um mês. Ele tinha que fazer mais papelada e esperar apenas para ser informado que demoraria mais. Atrasado mês a mês, o homem e sua esposa esperavam um ano inteiro. Você só pode imaginar a frustração com esses atrasos e a preocupação de que ele não consiga ver sua mãe viva.

Finalmente, em junho, eles receberam um visto de seis meses para ela. Eles foram informados de que não poderiam ficar um dia durante o período de visto. Eles começaram a longa jornada para os Estados Unidos de barco.

O casal aproveitou seus seis meses nos Estados Unidos e o homem conseguiu passar bons momentos com sua mãe. Eles estavam programados para partir e voltar para a Coreia em dezembro 7, 1941. Naquele dia, os japoneses bombardearam Pearl Harbor. O casal não teve permissão para retornar e teve que ficar nos Estados Unidos.

Enquanto isso, na Coréia, todos os americanos e suas famílias foram imediatamente levados para campos de concentração. A maioria dos que foram levados foram tratados tão mal que morreram dentro do campo de concentração.

Tudo tem o potencial para ser um presente

Agora pense nessa história. E se aquele casal tivesse conseguido o visto um dia antes? Eles provavelmente teriam perecido no campo de concentração. Mesmo que os atrasos fossem frustrantes e difíceis de entender, o tempo todo havia um belo plano para eles. Eles viveram vidas longas e maravilhosas nos Estados Unidos e o homem finalmente morreu com a idade de 110. Eu conheci sua neta.

Eu tenho tentado viver minha vida com a sensação de que há um plano bonito para mim e que tudo que acontece comigo tem o potencial de ser um presente e me ajudar a crescer. É claro que isso é mais fácil quando as coisas acontecem e estou satisfeito com o que acontece. É mais difícil quando as coisas não vão de acordo com meus planos.

Recentemente tive uma experiência que me ajudou a ver o plano até nas pequenas coisas da vida.

Quando minha mãe morreu, dei a maior parte de suas roupas. Havia algumas coisas que ela amava, então eu as mantinha em uma pequena gaveta e as tirava de tempos em tempos. Havia também um grande suéter norueguês vermelho e volumoso que minha cunhada mandara para minha mãe da Noruega. Ela adorava e usava quase toda vez que saía. Eu mantive o suéter em nosso armário, pensando que eu usaria em dias frios. Depois de cinco anos eu não usava o suéter uma vez.

Deixando ir na maior venda de garagem do mundo

A frustração pode ser parte de um belo plano? Ter fé que tudo ficará bemUma grande igreja em nossa área estava segurando o que eles chamavam de "A Maior Venda de Garagem do Mundo". Depois de muita hesitação, decidi que precisava doar o suéter de minha mãe para a venda. Eu juntei outras coisas para a venda e me dirigi à igreja para deixá-las.

Quando cheguei lá, não pude acreditar na quantidade enorme de coisas, mais do que eu já tinha visto na minha vida. Coloquei minhas doações nas pilhas apropriadas, mas não consegui abaixar o suéter da minha mãe. Por fim, perguntei a uma mulher se havia lugar para coisas especiais, e ela me apontou na direção de uma prateleira de vestidos de noite e vestidos caros. Muito relutantemente, coloquei o suéter sobre este suporte e continuei olhando para trás enquanto saía. De alguma forma, senti como se estivesse abandonando.

Três vezes diferentes quando dirigi para casa parei o carro com a intenção de voltar para o suéter. Então, o que se sente em nosso mais próximo para o resto da minha vida. Mas a parte inteligente de mim continuou dirigindo para casa. Eu sabia que precisava deixar passar.

Ouvindo a sábia parte intuitiva de nós mesmos

O final de semana da venda de garagem eu estava liderando um retiro de mulheres em nossa casa. Na 8am, no sábado de manhã, saí para ir à garagem antes de me encontrar com as mulheres.

O tempo todo que eu estava dirigindo lá eu ficava dizendo a mim mesmo que eu estava louco indo para uma venda de garagem ao invés de meditar e me preparar pacificamente para o retiro das mulheres que começaria no 9: 30 am. Mas mais uma vez a sábia parte intuitiva de mim me fez continuar dirigindo para essa venda. Eu esperava encontrar alguns caminhões de construção para o nosso netinho.

Cheguei à venda no 8: 10 am e fiquei chocado ao ver que já havia centenas de pessoas e a venda cobriu um enorme estacionamento. Eu estava correndo para a seção de brinquedos quando vi uma mulher tirar o suéter da minha mãe da prateleira de vestidos caros e abraçá-lo ao coração. Eu gritei sobre as cabeças de muitas pessoas: "Espere, eu preciso falar com você sobre o suéter".

Ela agarrou-a ao coração com toda a força. Ela provavelmente pensou que eu ia tirar isso dela.

Compartilhando uma camisola, compartilhando histórias, compartilhando amor

Quando cheguei até ela, contei-lhe tudo sobre a minha mãe e como ela amava o suéter e de onde ele vinha. A mulher começou então a chorar e disse:

"Minha mãe acabou de morrer na semana passada. Ela costumava ter um suéter exatamente assim e amava tanto. Houve um incêndio e o suéter foi perdido. Eu estava procurando por um substituto para ela, mas não consegui encontrar um. Eu vou usar esse suéter todos os dias, já que isso me lembra muito minha mãe. "

Bem ali, entre centenas de pessoas empurrando e empurrando para pegar as roupas, essa mulher e eu nos abraçamos e nós dois choramos. Eu sabia que o suéter da minha mãe teria a melhor casa possível e teria muito uso, do jeito que minha mãe teria desejado. Dez minutos depois, eu estava dirigindo para casa com seis pequenos caminhões de construção e um coração cheio de admiração com o incrível plano para aquela mulher e para mim.

Apenas suponha que há um belo plano para todos nós, mesmo em pequenos detalhes. Tudo o que temos a fazer é ter fé de que tudo ficará bem, mesmo que não pareça ser assim.

Livro recomendado:

Este artigo foi escrito por Joyce Vissell, co-autor do livro:

Presente Final A da mãe: Como Morrer Corajoso Uma mulher transformou-Família
por Joyce e Vissell Barry.

Este artigo foi extraído do livro: Presente Final A mãe de Joyce & Vissell Barry.A história de uma mulher corajosa e de seu grande amor da vida e da família, e sua fé e determinação. É também a história de sua família igualmente corajoso, que, no processo de subir para a ocasião e realização de longa data Louise desejos finais, não só superou tantos estigmas sobre o processo da morte, mas, ao mesmo tempo, redescoberto o que significa celebrar a vida em si. Este livro não só toca o coração de uma forma muito poderosa, comovente e alegre, mas a leitura é de mudança de vida para mim.

Clique aqui para mais informações e / ou para encomendar este livro.

Sobre os autores)

Joyce & Barry VissellJoyce & Barry Vissell, um casal de enfermeiro / terapeuta e psiquiatra desde 1964, são conselheiros perto de Santa Cruz, CA. Eles são amplamente considerados como entre os maiores especialistas do mundo em relação consciente e crescimento pessoal. Eles são os autores do Os compartilhados Coração, Modelos de Amor, Risco a ser curado, Sabedoria do Coração, Meant To Be, e Presente final de uma mãe.
Aqui estão algumas oportunidades para trazer mais amor e crescimento à sua vida, nos seguintes eventos liderados por Barry e Joyce Vissell: Fev 12-17, 2019 - Retiro de Casais em Profundidade no nosso HomeCenter; Jul 21-26, 2019-Retiro de verão compartilhado coração em Breitenbush Hot Springs, Oregon; e Sep 24-30, 2019 - Retiro de AssisItália. Para mais informações sobre sessões de aconselhamento por telefone ou pessoalmente, seus livros, gravações ou sua agenda de palestras e workshops. Visite o site deles em SharedHeart.org.

Dois novos livros (2018) pelo Vissells:

Para amar realmente uma mulher
por Barry e Joyce Vissell.

Para realmente amar uma mulher por Joyce Vissell e Barry Vissell.Como uma mulher realmente precisa ser amada? Como seu parceiro pode ajudar a trazer à tona sua paixão mais profunda, sua sensualidade, sua criatividade, seus sonhos, sua alegria e, ao mesmo tempo, permitir que ela se sinta segura, aceita e apreciada? Este livro oferece ferramentas para os leitores honrarem mais profundamente seus parceiros. Embora esses escritos se refiram principalmente a mulheres e homens heterossexuais, existe uma riqueza de informações para LGBTQ. Nosso foco, afinal, é como amar profundamente outra pessoa, seja homem ou mulher.

Clique aqui para mais informações e / ou para encomendar este livro

Para realmente amar um homem
por Joyce e Vissell Barry.

Para realmente amar um homem por Joyce e Barry Vissell.Como um homem realmente precisa ser amado? Como o parceiro pode ajudar a revelar sua sensibilidade, suas emoções, sua força, seu fogo e, ao mesmo tempo, permitir que ele se sinta respeitado, seguro e reconhecido? Este livro oferece ferramentas para os leitores honrarem mais profundamente seus parceiros. Embora esses escritos se refiram principalmente a mulheres e homens heterossexuais, existe uma riqueza de informações para LGBTQ. Nosso foco, afinal, é como amar profundamente outra pessoa, seja homem ou mulher.

Clique aqui para mais informações e / ou para encomendar este livro

Livros relacionados

Luz no Espelho: Uma nova maneira de entender as relações

intuiçãoAutor: Barry Vissell
Encadernação: Brochura
Estúdio: Ramira Pub
Gravadora: Ramira Pub
Editora: Ramira Pub
Fabricante: Ramira Pub

Comprar
Revisão editorial: Mother Teresa often spoke about the greatest poverty in the world, a poverty especially of more developed countries: the lack of meaningful connection between people.

Millions of people fear intimacy and commitment, and yearn for deeper connection in their relationships. What most people really lack is a connection with their own hearts, a far deeper wisdom than the mind can ever give. It is this wisdom of the heart that guides the way through fear, and opens the door to more fulfilling relationships.

Light in the Mirror shows how to connect with this essential part of ourselves. It gives us a view of relationship as part of the spiritual path, not something separate. The Vissells demonstrate a true psycho-spiritual perspective. You will learn how to use your significant relationships as mirrors to see and understand the deeper, hidden parts of yourself. It is only by this self-awareness that you can transform your relationships into joy-filled unions.

There are more and more books now on relationship, but hardly any written by a couple deeply in love since 1964. Light in the Mirror is a sensitive blend of heart and mind, of masculine and feminine viewpoint. It addresses many of the day-to-day issues of relationship, inspiring the reader rather than being overly mental or psychological. Perhaps more than anything else, it is real. The Vissells' teaching is by example: most effectively their own, as well as the examples of the many people they have seen in twenty-five years of individual and group clinical experience. They humbly share their own failures and sufferings, as well as the joys and triumphs gained by extracting the gifts from these painful ex-periences.

Joyce and Barry's family life with their three children (now grown) is woven throughout Light in the Mirror to illustrate real-life situations. Couples urgently need to know that they can still have a nurturing relationship with one another while raising children.

How do you combine relationship and spirituality? Why are so many people afraid of intimacy? How can you find a true life partner--a soul-mirror relationship? What are the secrets of staying in love, of reawakening the passion and attraction? How do you work through the inevitable difficulties which come up in every relationship? How can you learn from judgment, criticism and blame? How can you say "no" to a partner with love? When is it time to separate, and how can you stay in love even after divorce? And what is the highest purpose of the love relationship? Readers of Light in the Mirror will not be simply given answers to these important questions, but will be inspired to find the answers within their own hearts. 25 effective practices/guided visualizations offer clear access to the wisdom of the heart.




Para realmente amar um homem

intuiçãoAutor: Joyce Vissell
Encadernação: Brochura
Estúdio: Ramira Publishing
Gravadora: Ramira Publishing
Editora: Ramira Publishing
Fabricante: Ramira Publishing

Comprar
Revisão editorial: HOW DOES A MAN REALLY NEED TO BE LOVED? How can his partner help to bring out his sensitivity, his emo-tions, his strength, his fire, and at the same time allow him to feel respected, secure, and acknowledged? We feel that women and men are essentially similar souls in different-sexed bodies. Both sexes want the same happiness, need the same love, crave the same peace, and feel the same emotions. In all our previous books we have emphasized the similarity rather than the differ-ence between the sexes. While this is the highest truth, there is another truth no less important. Most men and women approach life and relationship in different ways and react to situations differently. Notice we said most, because nothing is all or none. However, the difference in male and female hormones, the findings of brain chemistry research, added to the difference in how women and men are raised, help create different emo-tional climates and even alter ways of thinking. On the deepest level, women and men are alike. In personality, there is often a clear contrast. On the level of soul there is sameness. In thoughts and feelings, men and women can be strikingly different. We write these books not to point out the differences between the sexes. There are enough books that do that. We write these books to give tools to the readers to more deeply honor their partners. With honoring there can be joining. Respect for differences breaks down the age-old wall between women and men. Before there can be un-ion, there must be love. Before there can be love, there must be understanding and respect. Before there can be understanding and respect, there must be listening -- re-al listening both inner and outer. To really love another is to more deeply love your-self. To more deeply understand another is to more deeply understand your own soul. In other words, the real opportunity of relationship is your own spiritual growth. As souls, we are both male and female. It is just in our bodies, minds, and emotions that we express one sex predominantly. Although these writings refer mostly to heterosexual women and men, there is a wealth of information for LGBTQ. Our focus, after all, is how to deeply love an-other person, whether it be a man or a woman.




Para amar realmente uma mulher

intuiçãoAutor: Barry Vissell, MD, Joyce Vissell, RN, MS
Encadernação: Brochura
Estúdio: Ramira Publishing
Gravadora: Ramira Publishing
Editora: Ramira Publishing
Fabricante: Ramira Publishing

Comprar
Revisão editorial: HOW DOES A WOMAN REALLY NEED TO BE LOVED? How can her partner help to bring out her deepest pas-sion, her sensuality, her creativity, her dreams, her joy, and at the same time allow her to feel safe, accepted and appreciated? We feel that women and men are essentially similar souls in different-sexed bodies. Both sexes want the same happiness, need the same love, crave the same peace, and feel the same emotions. In all our previous books we have emphasized the similarity rather than the differ-ence between the sexes. While this is the highest truth, there is another truth no less important. Most men and women approach life and relationship in different ways and react to situations differently. Notice we said most, because nothing is all or none. However, the difference in male and female hormones, the findings of brain chemistry research, added to the difference in how women and men are raised, help create different emo-tional climates and even alter ways of thinking. On the deepest level, women and men are alike. In personality, there is often a clear contrast. On the level of soul there is sameness. In thoughts and feelings, men and women can be strikingly different. We write these books not to point out the differences between the sexes. There are enough books doing that. We write these books to give tools to the readers to more deeply honor their partners. With honoring there can be joining. Respect for differences breaks down the age-old wall between women and men. Before there can be un-ion, there must be love. Before there can be love, there must be understanding and respect. Before there can be understanding and respect, there must be listening -- re-al listening both inner and outer. To really love another is to more deeply love your-self. To more deeply understand another is to more deeply understand your own soul. In other words, the real opportunity of relationship is your own spiritual growth. As souls, we are both male and female. It is just in our bodies, minds, and emotions that we express one sex predominantly. Although these writings refer mostly to heterosexual women and men, there is a wealth of information for LGBTQ. Our focus, after all, is how to deeply love an-other person, whether it be a man or a woman. "To Really Love a Woman and To Really Love a Man are backed by the powerful work the Vissells have been doing decade after decade in helping couples thrive and see the highest in one another, fueled by the beauty and success of their own partnership." --David Feinstein and Donna Eden, authors of The Energies of Love




intuição
enafarzh-CNzh-TWtlfrdehiiditjamsptrues

siga InnerSelf on

google-plus-iconfacebook-icontwitter-iconrss-icon

Receba as últimas por e-mail

{Emailcloak = off}

siga InnerSelf on

google-plus-iconfacebook-icontwitter-iconrss-icon

Receba as últimas por e-mail

{Emailcloak = off}