Por que o "plano de reconstrução melhor" de Biden não tornará a inflação pior

Cair no balde
Você entendeu a metáfora? Edwin Remsberg / Banco de Imagens por meio do Getty Images

Uma das principais preocupações levantada pelos críticos do plano Build Back Better do presidente Joe Biden é que vai aumentar a inflação, o qual já está funcionando no ritmo mais rápido em quatro décadas.

O Senado está atualmente considerando um cerca de US $ 2 trilhões de notas passou pela casa que gastaria dinheiro em saúde, educação, combate às mudanças climáticas e muito mais na próxima década. Mas os republicanos e um punhado de democratas como o senador Joe Manchin, da Virgínia Ocidental, argumentam que o risco de mais gastos podem elevar ainda mais a inflação é muito grande.

As um economista, Acredito que essas preocupações sejam exageradas. Aqui está o porquê.

Colocando $ 2 trilhões em contexto

Alta inflação é claramente um problema no momento - como o Federal Reserve em 15 de dezembro de 2021, decisão de acelerar sua retirada de sinais de estímulo econômico.

As estatísticas mais recentes mostram a inflação, medida pelo aumento anual do Índice de Preços ao Consumidor, era de 6.8% em novembro de 2021. Este é o nível mais alto desde 1982 - mas ainda está muito longe da inflação de dois dígitos experimentada naquela época.

maior inflação dos anos 80

A questão, então, é: poderia um grande aumento adicional nos gastos fazer a inflação acelerar ainda mais?

Para responder a isso, é útil colocar os números em algum contexto.

O preço do plano Build Back Better foi aprovado pela Câmara dos Representantes é cerca de US $ 2 trilhões, a ser gasto ao longo de um período de 10 anos. Se os gastos forem distribuídos uniformemente, isso equivaleria a cerca de US $ 200 bilhões por ano. Isso é apenas cerca de 3% de quanto o governo planejava gastar em 2021.

Outra comparação é com o produto interno bruto, que é o valor de todos os bens e serviços produzidos em um país. PIB dos EUA é projetado para ser US $ 22.3 trilhões em 2022. Isso significa que o primeiro ano de gastos do projeto seria de cerca de 0.8% do PIB.


 Receba as últimas por e-mail

Revista Semanal Melhor da Semana

Embora isso também não pareça muito, não é insignificante. Goldman Sachs estima um crescimento econômico dos EUA em 3.8% em 2022. Se o aumento dos gastos se traduzisse em atividade econômica dólar por dólar, isso poderia elevar o crescimento em mais de um quinto.

[Mais de 140,000 leitores recebem um dos boletins informativos de The Conversation. Junte-se à lista hoje.]

Mas o que realmente importa aqui é quanto a conta gastaria além de todos os impostos arrecadados para pagar pelo programa. O impostos mais altos sobre os ricos e corporações que a versão do projeto da Câmara chama pois reduziria a atividade econômica - retirando dinheiro da economia - compensando parte do impacto dos gastos que a estimulariam.

A Estimativas do Escritório de Orçamento do Congresso que a conta aumentaria o déficit em US $ 150.7 bilhões em uma década, ou cerca de US $ 15 bilhões por ano. Novamente, supondo que isso seja distribuído uniformemente ao longo dos 10 anos, equivaleria a menos de um décimo de 1% do PIB.

Em outras palavras, mesmo que o gasto proposto tenha um impacto excepcionalmente grande na economia, ainda seria quase imperceptível em um nível macro.

Mas também não vai reduzir a inflação

Alguns proponentes do projeto de lei - incluindo a Casa Branca e alguns economistas - foram mais longe. Eles argumentaram que o pacote de gastos proposto reduziria a inflação ao aumentar a capacidade produtiva da economia - ou seu produto potencial máximo.

Isso me parece implausível, pelo menos dado o atual nível de inflação. Evidências históricas mostram uma economia mais produtiva pode crescer mais rapidamente com relativamente pouca pressão de alta sobre os preços. Foi o que aconteceu nos Estados Unidos na década de 1990, quando a economia cresceu fortemente e com pouca inflação.

Além disso, leva tempo para que investimentos como os que estão na conta se traduzam em ganhos de produtividade e crescimento econômico - o que significa que muitos desses impactos demorarão para se materializar.

A inflação atual é provavelmente um problema agudo refletindo interrupções na cadeia de suprimentos e a demanda reprimida, desafios que não serão resolvidos com a expansão da capacidade produtiva da economia daqui a cinco ou mais anos. Mas, novamente, nem a inflação provavelmente pioraria ao gastar US $ 2 trilhões para melhorar o acesso a cuidados infantis acessíveis, combater as alterações climáticas e aumentar a cobertura dos cuidados de saúde.

Quaisquer que sejam os argumentos a favor ou contra a aprovação do projeto, não acredito que seu impacto potencial sobre a inflação deva ser um deles.A Conversação

Sobre o autor

Michael Klein, professor de Assuntos Econômicos Internacionais da Escola Fletcher, Tufts University

Este artigo foi republicado a partir de A Conversação sob uma licença Creative Commons. Leia o artigo original.

Livros recomendados:

Capital do Século XXI
por Thomas Piketty. (Traduzido por Arthur Goldhammer)

Capital na capa dura do século XXI por Thomas Piketty.In Capital no século XXI, Thomas Piketty analisa uma coleção única de dados de vinte países, desde o século XVIII, para descobrir os principais padrões econômicos e sociais. Mas as tendências econômicas não são atos de Deus. A ação política acabou com as desigualdades perigosas no passado, diz Thomas Piketty, e pode fazê-lo novamente. Uma obra de extraordinária ambição, originalidade e rigor, Capital do Século XXI reorienta nossa compreensão da história econômica e nos confronta com lições moderadoras para hoje. Suas descobertas vão transformar o debate e definir a agenda para a próxima geração de pensamento sobre riqueza e desigualdade.

Clique aqui para mais informações e / ou para encomendar este livro na Amazon.


A fortuna da natureza: como os negócios e a sociedade prosperam investindo na natureza
por Mark R. Tercek e Jonathan S. Adams.

A fortuna da natureza: como os negócios e a sociedade prosperam investindo na natureza por Mark R. Tercek e Jonathan S. Adams.Qual é a natureza vale a pena? A resposta a esta pergunta-que tradicionalmente tem sido enquadrado em termos ambientais, está revolucionando a maneira como fazemos negócios. Dentro Fortune da naturezaMark Tercek, CEO da The Nature Conservancy e ex-banqueiro de investimentos, e o escritor de ciência Jonathan Adams argumentam que a natureza não é apenas a base do bem-estar humano, mas também o investimento comercial mais inteligente que qualquer empresa ou governo pode fazer. As florestas, várzeas e os recifes de ostras, muitas vezes vistos simplesmente como matéria-prima ou como obstáculos a serem eliminados em nome do progresso, são de fato tão importantes para nossa prosperidade futura quanto a tecnologia ou a lei ou a inovação empresarial. Fortune da natureza oferece um guia essencial para o bem-estar econômico e ambiental do mundo.

Clique aqui para mais informações e / ou para encomendar este livro na Amazon.


Além Outrage: O que deu errado com a nossa economia e nossa democracia, e como corrigi-lo -- por Robert B. Reich

Além OutrageNeste livro oportuno, Robert B. Reich argumenta que nada de bom acontece em Washington, a menos que os cidadãos são energizados e organizados para fazer atos certeza de Washington no bem público. O primeiro passo é ver a imagem grande. Além Outrage liga os pontos, mostrando porque a participação crescente de renda e de riqueza indo para o topo tem prejudicado o crescimento eo emprego para todos, minando a nossa democracia; causado americanos a tornar-se cada vez mais cínico sobre a vida pública, e muitos americanos virou um contra o outro. Ele também explica por que as propostas do "direito regressivo" está absolutamente errado e fornece um roteiro claro do que deve ser feito. Aqui está um plano de ação para todos os que se preocupa com o futuro da América.

Clique aqui para mais informações ou para encomendar este livro na Amazon.


Isso muda tudo: ocupe Wall Street e o movimento 99%
por Sarah van Gelder e funcionários do SIM! Revista.

Isso muda tudo: Ocupe Wall Street e o Movimento 99% de Sarah van Gelder e equipe do YES! Revista.Isso muda tudo mostra como o movimento Occupy está mudando a maneira como as pessoas veem a si mesmas e ao mundo, o tipo de sociedade que acreditam ser possível e seu próprio envolvimento na criação de uma sociedade que trabalhe para o 99% em vez de apenas 1%. Tentativas de classificar esse movimento descentralizado e de rápida evolução levaram à confusão e percepção equivocada. Neste volume, os editores de SIM! Revista reunir vozes de dentro e de fora dos protestos para transmitir as questões, possibilidades e personalidades associadas ao movimento Occupy Wall Street. Este livro apresenta contribuições de Naomi Klein, David Korten, Rebecca Solnit, Ralph Nader e outros, além de ativistas do Occupy que estavam lá desde o início.

Clique aqui para mais informações e / ou para encomendar este livro na Amazon.



Você pode gostar

siga InnerSelf on

facebook íconeícone do twitterícone do YouTubeícone do instagramícone pintrestícone rss

 Receba as últimas por e-mail

Revista Semanal Melhor da Semana

IDIOMAS DISPONÍVEIS

enafarzh-CNzh-TWdanltlfifrdeeliwhihuiditjakomsnofaplptroruesswsvthtrukurvi

MAIS LEIA

estresse social e envelhecimento 6 17
Como o estresse social pode acelerar o envelhecimento do sistema imunológico
by Eric Klopack, Universidade do Sul da Califórnia
À medida que as pessoas envelhecem, seus sistemas imunológicos naturalmente começam a declinar. Este envelhecimento do sistema imunológico,…
incapacidade do carregador 9 19
Nova regra do carregador USB-C mostra como os reguladores da UE tomam decisões para o mundo
by Renaud Foucart, Universidade de Lancaster
Você já pegou emprestado o carregador de um amigo e descobriu que ele não é compatível com o seu telefone? Ou…
alimentos mais saudáveis ​​quando cozinhados 6 19
9 vegetais que são mais saudáveis ​​​​quando cozidos
by Laura Brown, Universidade Teesside
Nem todos os alimentos são mais nutritivos quando consumidos crus. De fato, alguns vegetais são realmente mais…
jejum intermitente 6 17
O jejum intermitente é realmente bom para perda de peso?
by David Clayton, Universidade Nottingham Trent
Se você é alguém que pensou em perder peso ou quis ficar mais saudável nos últimos…
cara. mulher e criança na praia
Este é o dia? Reviravolta do dia dos pais
by Will Wilkinson
É Dia dos Pais. Qual o significado simbólico? Poderia algo de mudança de vida acontecer hoje em sua…
problemas para pagar contas e saúde mental 6 19
Problemas para pagar contas podem afetar a saúde mental dos pais
by Joyce Y. Lee, Universidade Estadual de Ohio
Pesquisas anteriores sobre pobreza foram conduzidas principalmente com mães, com foco predominante em…
efeitos de saúde do bpa 6 19
Que décadas de pesquisa documentam os efeitos do BPA na saúde
by Tracey Woodruff, Universidade da Califórnia, São Francisco
Se você já ouviu falar do químico bisfenol A, mais conhecido como BPA, estudos mostram que…
que tal queijo vegano 4 27
O que você deve saber sobre o queijo vegano
by Richard Hoffman, Universidade de Hertfordshire
Felizmente, graças à crescente popularidade do veganismo, os fabricantes de alimentos começaram a…

Novas atitudes - Novas possibilidades

InnerSelf.comClimateImpactNews.com | InnerPower.net
MightyNatural.com | WholisticPolitics. com | Innerself Mercado
Copyright © 1985 - 2021 innerself Publications. Todos os direitos reservados.