Por que os maiores de 50 anos estão renunciando em massa

deixando o mercado de trabalho 4 30 
Sumiu de vez? bósnio

A economia do Reino Unido tem um problema com seus mais de 50 anos: após a pandemia do COVID, eles estão deixando a força de trabalho em massa, causando dores de cabeça para as empresas e o governo. Cerca de 300,000 trabalhadores a mais com idades entre 50 e 65 anos estão agora “economicamente inativos” do que antes da pandemia, levando um tablóide a apelidar o problema de “êxodo de prata".

Ser economicamente inativo significa que esses trabalhadores mais velhos não estão empregados nem à procura de emprego. Claro, pode ser simplesmente que os trabalhadores economizaram mais durante a pandemia e agora podem se aposentar com conforto antes do planejado.

Mas se os trabalhadores mais velhos foram dispensados ​​do trabalho devido a riscos de saúde ou falta de oportunidades, isso significaria que a economia está sendo privada de trabalhadores potencialmente produtivos – o que pode custar ao Estado de várias maneiras. Então o que está acontecendo?

Entendendo o êxodo

No nosso Pesquisa mais recente, que acaba de ser disponibilizado on-line como uma nota de briefing de política, demos o mergulho mais profundo até agora na crescente inatividade econômica entre os maiores de 50 anos e o que isso significa para a economia usando os dados mais recentes da Pesquisa da Força de Trabalho do Reino Unido (LFS).

Surpreendentemente, o êxodo da prata não se concentra nos segmentos mais ricos da sociedade – embora se possa esperar que eles sejam os mais aptos a se aposentar. Em vez disso, é principalmente um fenômeno de renda média a média-baixa. Conforme mostrado nos gráficos abaixo, o maior aumento na inatividade pós-pandemia vem de trabalhadores na faixa de renda média-baixa (ganhando cerca de £ 18,000 a £ 25,000 por ano em seu trabalho mais recente). Em cada gráfico, a linha mostra a porcentagem de trabalhadores empregados de 50 a 65 anos que se tornaram economicamente inativos um ano depois.

deixando a força de trabalho2 4 30
Trabalhadores que se tornam inativos (%) por quartil de renda  

deixando a força de trabalho3 4 30
Há também outras evidências para apoiar a visão de que o aumento da inatividade está concentrado na parte média-baixa da distribuição de renda. Por exemplo, tem havido um aumento maior da inatividade entre as pessoas que alugam, em vez de possuir, suas próprias casas e entre aquelas em indústrias e ocupações com salários mais baixos. Também houve um aumento menor da inatividade entre os trabalhadores altamente qualificados.

Que empregos os trabalhadores mais velhos estão deixando e por quê?

As indústrias com os maiores aumentos percentuais de inatividade entre os maiores de 50 anos são atacado e varejo (aumento de 40%), transporte e armazenamento (+30%) e manufatura (+25%). Enquanto isso, as ocupações com os maiores aumentos percentuais são operários de plantas de processo e máquinas (+50%) e ocupações de vendas e atendimento ao cliente (+40%). Para colocar isso em contexto, o aumento percentual comparável para maiores de 50 anos para toda a economia é de 12%.

Vários fatores potencialmente explicam essas diferenças. Os setores em questão estavam em declínio de longo prazo antes da pandemia e também foram duramente atingidos quando o COVID chegou. Os trabalhadores podem ter considerado improvável que recuperassem seu emprego em um setor em declínio e podem ter optado por se aposentar em vez de procurar outro emprego ou reciclagem.

Esses também são setores com altos níveis de contato social onde não é possível trabalhar em casa, então talvez alguns trabalhadores mais velhos tenham optado por se demitir por medo de sua saúde. Em conjunto, a mensagem é que o aumento da inatividade foi impulsionado por trabalhadores mais velhos que percebem retornos mais baixos ao continuar trabalhando: por que continuar trabalhando em um emprego mal remunerado em uma parte da economia em declínio e afetada pela pandemia?


 Receba as últimas por e-mail

Revista Semanal Melhor da Semana

Eles vão voltar a trabalhar?

Não é incomum que os trabalhadores se tornem economicamente inativos após uma recessão, porque encontrar um emprego é difícil e as pessoas podem ficar desanimadas. Isso é o que aconteceu após a crise financeira global de 2007-09, por exemplo.

Pode ser que os trabalhadores no êxodo de hoje voltem a procurar emprego quando a economia melhorar, mas não há sinais de que isso aconteça. O aumento da inatividade entre os maiores de 50 anos já é três vezes maior do que era após a última crise financeira.

Vários fatos também sugerem que essas pessoas realmente não querem voltar ao trabalho. Todo o aumento da inatividade vem de trabalhadores que dizem que não querem um emprego e pensam que “definitivamente” nunca mais trabalharão. Seus principais motivos são aposentadoria e doença, embora os dados revelem que o aumento da inatividade por doença começou há pelo menos dois anos antes da pandemia e não foi muito afetado pela própria pandemia. Em outras palavras, o desejo de se aposentar é realmente a principal razão para o aumento da inatividade.

Vale ressaltar que, antes da pandemia, o número de aposentados estava caindo, pois os trabalhadores estavam se aposentando mais tarde na vida. Isso foi impulsionado pelo aumento da idade de aposentadoria do estado, que subiu de 65 para 66 de 2019-20. O aumento das aposentadorias que vimos durante e após a pandemia é, em parte, o surgimento de uma tendência subjacente que foi ocultada enquanto a idade de aposentadoria do Estado aumentava.

Implicações e desafios políticos

Esse aumento sem precedentes da inatividade entre os maiores de 50 anos representa desafios significativos para a economia. Chega em um momento em que o governo está tendo que lidar com demissões crescentes entre outras faixas etárias, a escassez de mão de obra, o aumento do custo de vida e os efeitos evolutivos da Brexit. Dada a sua renda relativamente baixa, esses aposentados também podem enfrentar dificuldades financeiras mais tarde na aposentadoria e aumentar a pressão nos gastos do governo. O que então pode ser feito para deter ou mesmo reverter o êxodo de prata?

O aumento da inatividade não ocorre nas camadas de menor renda da sociedade, onde o governo concentra seus esforços para incentivar o trabalho por meio do sistema de benefícios. O governo pode, portanto, considerar estender esses incentivos, como Créditos fiscais de trabalho, para alcançar pessoas de classe média baixa para tentar incentivá-las a voltar ao trabalho.

Talvez a crise do custo de vida force as pessoas com mais de 50 anos de volta ao trabalho, resolvendo parcialmente a escassez de mão de obra no Reino Unido. Mas resolver um problema com outro provavelmente não deixará ninguém – trabalhadores, empresas ou o governo – mais feliz. Dias difíceis, portanto, estão por vir.A Conversação

Sobre os Autores

Carlos Carrillo TudelaProfessor de Economia, Universidade de Essex; Alex ClymoProfessor Assistente de Economia, Universidade de Essexe David Zentler Munro, Professor Assistente de Economia, Universidade de Essex

Este artigo foi republicado a partir de A Conversação sob uma licença Creative Commons. Leia o artigo original.

Livros recomendados:

Capital do Século XXI
por Thomas Piketty. (Traduzido por Arthur Goldhammer)

Capital na capa dura do século XXI por Thomas Piketty.In Capital no século XXI, Thomas Piketty analisa uma coleção única de dados de vinte países, desde o século XVIII, para descobrir os principais padrões econômicos e sociais. Mas as tendências econômicas não são atos de Deus. A ação política acabou com as desigualdades perigosas no passado, diz Thomas Piketty, e pode fazê-lo novamente. Uma obra de extraordinária ambição, originalidade e rigor, Capital do Século XXI reorienta nossa compreensão da história econômica e nos confronta com lições moderadoras para hoje. Suas descobertas vão transformar o debate e definir a agenda para a próxima geração de pensamento sobre riqueza e desigualdade.

Clique aqui para mais informações e / ou para encomendar este livro na Amazon.


A fortuna da natureza: como os negócios e a sociedade prosperam investindo na natureza
por Mark R. Tercek e Jonathan S. Adams.

A fortuna da natureza: como os negócios e a sociedade prosperam investindo na natureza por Mark R. Tercek e Jonathan S. Adams.Qual é a natureza vale a pena? A resposta a esta pergunta-que tradicionalmente tem sido enquadrado em termos ambientais, está revolucionando a maneira como fazemos negócios. Dentro Fortune da naturezaMark Tercek, CEO da The Nature Conservancy e ex-banqueiro de investimentos, e o escritor de ciência Jonathan Adams argumentam que a natureza não é apenas a base do bem-estar humano, mas também o investimento comercial mais inteligente que qualquer empresa ou governo pode fazer. As florestas, várzeas e os recifes de ostras, muitas vezes vistos simplesmente como matéria-prima ou como obstáculos a serem eliminados em nome do progresso, são de fato tão importantes para nossa prosperidade futura quanto a tecnologia ou a lei ou a inovação empresarial. Fortune da natureza oferece um guia essencial para o bem-estar econômico e ambiental do mundo.

Clique aqui para mais informações e / ou para encomendar este livro na Amazon.


Além Outrage: O que deu errado com a nossa economia e nossa democracia, e como corrigi-lo -- por Robert B. Reich

Além OutrageNeste livro oportuno, Robert B. Reich argumenta que nada de bom acontece em Washington, a menos que os cidadãos são energizados e organizados para fazer atos certeza de Washington no bem público. O primeiro passo é ver a imagem grande. Além Outrage liga os pontos, mostrando porque a participação crescente de renda e de riqueza indo para o topo tem prejudicado o crescimento eo emprego para todos, minando a nossa democracia; causado americanos a tornar-se cada vez mais cínico sobre a vida pública, e muitos americanos virou um contra o outro. Ele também explica por que as propostas do "direito regressivo" está absolutamente errado e fornece um roteiro claro do que deve ser feito. Aqui está um plano de ação para todos os que se preocupa com o futuro da América.

Clique aqui para mais informações ou para encomendar este livro na Amazon.


Isso muda tudo: ocupe Wall Street e o movimento 99%
por Sarah van Gelder e funcionários do SIM! Revista.

Isso muda tudo: Ocupe Wall Street e o Movimento 99% de Sarah van Gelder e equipe do YES! Revista.Isso muda tudo mostra como o movimento Occupy está mudando a maneira como as pessoas veem a si mesmas e ao mundo, o tipo de sociedade que acreditam ser possível e seu próprio envolvimento na criação de uma sociedade que trabalhe para o 99% em vez de apenas 1%. Tentativas de classificar esse movimento descentralizado e de rápida evolução levaram à confusão e percepção equivocada. Neste volume, os editores de SIM! Revista reunir vozes de dentro e de fora dos protestos para transmitir as questões, possibilidades e personalidades associadas ao movimento Occupy Wall Street. Este livro apresenta contribuições de Naomi Klein, David Korten, Rebecca Solnit, Ralph Nader e outros, além de ativistas do Occupy que estavam lá desde o início.

Clique aqui para mais informações e / ou para encomendar este livro na Amazon.



Você pode gostar

siga InnerSelf on

facebook íconeícone do twitterícone do YouTubeícone do instagramícone pintrestícone rss

 Receba as últimas por e-mail

Revista Semanal Melhor da Semana

IDIOMAS DISPONÍVEIS

enafarzh-CNzh-TWdanltlfifrdeeliwhihuiditjakomsnofaplptroruesswsvthtrukurvi

VOZES INSEQUADAS

Eclipse lunar, 12 de maio de 2022
Visão geral astrológica e horóscopo: 23 a 29 de maio de 2022
by Pam Younghans
Este jornal astrológico semanal é baseado em influências planetárias e oferece perspectivas e ...
05 21 refazendo a imaginação em tempos perigosos 5362430 1920
Rewilding the Imagination in Dangerous Times
by Natureza Gabriel Kram
Em um mundo que muitas vezes parece querer se autodestruir, eu me vejo curando a beleza – do tipo…
grupo de indivíduos multirraciais em pé para uma foto de grupo
Sete maneiras de mostrar respeito à sua equipe diversificada (vídeo)
by Kelly McDonald
O respeito é profundamente significativo, mas não custa nada dar. Aqui estão algumas maneiras de demonstrar (e…
elefante andando na frente de um sol poente
Visão geral astrológica e horóscopo: 16 a 22 de maio de 2022
by Pam Younghans
Este jornal astrológico semanal é baseado em influências planetárias e oferece perspectivas e ...
foto de Leo Buscaglia da capa de seu livro: Viver, Amar e Aprender
Como mudar a vida de alguém em poucos segundos
by Joyce Vissell
Minha vida mudou drasticamente quando alguém tirou aquele segundo para apontar minha beleza.
uma fotografia composta de um eclipse lunar total
Visão geral astrológica e horóscopo: 9 a 15 de maio de 2022
by Pam Younghans
Este jornal astrológico semanal é baseado em influências planetárias e oferece perspectivas e ...
05 08 desenvolvendo pensamento compassivo 2593344 concluído
Desenvolvendo o pensamento compassivo em relação a si mesmo e aos outros
by Marie T. Russell, InnerSelf.com
Quando as pessoas falam de compaixão, elas estão se referindo principalmente a ter compaixão pelos outros...
um homem escrevendo uma carta
Escrevendo a verdade e permitindo que as emoções fluam
by Barbara Berger
Escrever as coisas é uma boa maneira de praticar a verdade.
Eles estão tocando sua música ... Você está cantando junto?
Eles estão tocando sua música ... Você está cantando junto?
by Alan Cohen
Quando uma mulher em uma certa tribo africana sabe que está grávida, ela sai para o deserto ...
Assumindo a responsabilidade por si mesmo: o amor como uma escolha consciente motivada por dentro
Assumindo a responsabilidade por si mesmo: o amor como uma escolha consciente motivada por dentro
by Martin Brofman
Se você aceitou a ideia de que é totalmente responsável por tudo o que acontece em seu ...
lua cheia sobre árvores nuas
Horóscopo: semana de 17 a 23 de janeiro de 2022
by Pam Younghans
Este jornal astrológico semanal é baseado em influências planetárias e oferece perspectivas e ...

MAIS LEIA

olhos predizem saúde 4 9
O que seus olhos revelam sobre sua saúde
by Barbara Pierscionek, Universidade Anglia Ruskin
Cientistas da Universidade da Califórnia, em San Diego, desenvolveram um aplicativo de smartphone que pode…
reconstruindo o ambiente 4 14
Como as aves nativas estão retornando às florestas urbanas restauradas da Nova Zelândia
by Elizabeth Elliot Noe, Universidade Lincoln e outros
A urbanização, e a destruição do habitat que ela acarreta, é uma grande ameaça para as aves nativas…
A história de sofrimento e morte por trás da proibição do aborto na Irlanda e da subsequente legalização
A história de sofrimento e morte por trás da proibição do aborto na Irlanda e da subsequente legalização
by Gretchen E. Ely, Universidade do Tennessee
Se a Suprema Corte dos EUA derrubar Roe v. Wade, a decisão de 1973 que legalizou o aborto no…
quanto sono você precisa 4 7
Quanto sono você realmente precisa
by Barbara Jacquelyn Sahakian, Universidade de Cambridge, et al.
A maioria de nós luta para pensar bem depois de uma noite de sono ruim – sentindo-se nebuloso e falhando no desempenho…
sociedades confiantes são felizes 4 14
Por que as sociedades confiantes são mais felizes em geral
by enjamin Radcliff, Universidade de Notre Dame
Os seres humanos são animais sociais. Isso significa, quase como uma questão de necessidade lógica, que os humanos…
benefícios da água de limão 4 14
A água com limão vai desintoxicar ou energizar você?
by Evangeline Mantzioris, Universidade do Sul da Austrália
Se você acredita em anedotas online, beber água morna com um pouco de suco de limão é…
economia 4 14
5 coisas que os economistas sabem, mas parecem erradas para a maioria das outras pessoas
by Renaud Foucart, Universidade de Lancaster
Uma coisa curiosa sobre nossa profissão é que quando nós, economistas acadêmicos, concordamos amplamente com cada um…
aprendendo a prestar atenção 4 14
Essas estratégias e truques de vida podem ajudar qualquer pessoa com problemas de atenção
by Rob Rosenthal, Universidade do Colorado
Por causa do fluxo constante de feedback negativo que as pessoas recebem sobre sua produtividade,…

Novas atitudes - Novas possibilidades

InnerSelf.comClimateImpactNews.com | InnerPower.net
MightyNatural.com | WholisticPolitics. com | Innerself Mercado
Copyright © 1985 - 2021 innerself Publications. Todos os direitos reservados.