Por que metade dos maiores de 55 anos está aberta ao downsizing e quais são os obstáculos

Metade dos maiores de 55 anos está aberta ao downsizing karenfoleyphotography / Shutterstock

Mais da metade dos australianos com mais de 55 anos está aberta a reduções de tamanho, de acordo com um novo relatório com base em uma pesquisa com 2,400 famílias. A principal barreira para mudar para uma casa menor é a falta de moradia que atenda às suas necessidades e preferências. O rápido crescimento do número de australianos idosos contribui para o grande desafio que o mercado imobiliário enfrenta para atender às diversas necessidades de moradias.

O downsizing, ou rightsizing, é considerado um componente essencial para atender às aspirações de habitação dos australianos mais velhos. Ao mesmo tempo, o downsizing cria oportunidades de moradia para famílias mais jovens, liberando casas de família.

O envelhecimento da população também cria desafios fiscais para o governo, em termos de prestação de serviços em casa e prestação de cuidados residenciais. O downsizing pode permitir que os australianos mais velhos envelhecam bem e envelhecam no lugar, em vez de potencialmente mudarem prematuramente para cuidados residenciais.

O Projeto Denunciar divulgado hoje pelo Instituto Australiano de Habitação e Pesquisa Urbana (AHURI), para o qual foram pesquisadas 2,400 famílias com mais de 55 anos, constatou que 26% dessas famílias haviam reduzido o tamanho. Outro terço havia pensado nisso. No geral, as descobertas apontam para um forte apetite entre os australianos mais velhos de reduzir o tamanho de suas habitações.

Com sobre 6.5 milhões de australianos com 55 anos ou maisvivendo em cerca de 4.3 milhão de famílias, nossas descobertas sugerem que o downsizing pode ser relevante para 2.5 milhões de famílias.

Por que reduzir o tamanho? E quais são os obstáculos?

Sabemos que os australianos mais velhos diminuem de tamanho em resposta a eventos da vida, como mudanças na saúde e no status de relacionamento ou crianças que saem da casa dos pais. Preferências de estilo de vida e dificuldades em manter seu jardim ou casa também moldar o comportamento de redução de tamanho.

As barreiras ao downsizing incluem a falta de alojamento adequado e uma falta de incentivos financeiros. Existem também barreiras emocionais e físicas ao movimento. Os fatores financeiros, no entanto, não afetam muito a decisão de mudar, nem aumento do bem-estar financeiro percebido uma vez que eles foram reduzidos.


Receba as últimas notícias do InnerSelf


Onde aqueles que reduziram o tamanho estavam insatisfeitos, isso era mais comumente relacionado à nova habitação, particularmente seu tamanho, e à vizinhança.

É realmente o downsizing?

Uma das justificativas políticas para o downsizing é reduzir o subutilização de habitações. No entanto, isso está em desacordo com a atitude de muitos australianos mais velhos. Eles consideram os quartos “de reposição” necessários para uso como quartos de hóspedes permanentes (58%), estudos (50%) ou quartos dedicados a filhos ou netos (31%).

O espaço continua sendo importante para os redutores australianos. Mais da metade deles se muda para uma casa com três ou mais quartos. Uma terceira mudança para um apartamento.

No entanto, dois terços dos redutores de tamanho pesquisados ​​se mudaram para uma habitação com menos quartos. Três quartos eram o tamanho de moradia preferido para os australianos mais velhos. Reduzir o tamanho do jardim era essencial para a maioria.

Metade dos maiores de 55 anos está aberta ao downsizing Metade dos maiores de 55 anos está aberta ao downsizing Autor fornecida

Os australianos mais velhos desejam alcançar ou manter a propriedade da casa. Seu bairro preferido tem serviços comerciais, médicos, de lazer e de transporte público, todos a curta distância.

Os downsizers parecem móveis. Enquanto menos de um quarto foi reduzido em seu bairro original, 42% se mudaram para um bairro completamente novo para eles.

A descoberta de uma falta de opções de moradia adequadas que atendam às preferências dos possíveis redutores pode explicar por que tão poucos conseguiram reduzir o tamanho em sua vizinhança original.

Entregando o que os australianos mais velhos querem

Se o mercado local não tiver opções suficientes disponíveis para atender às necessidades das famílias mais velhas, é muito difícil reduzir o tamanho dentro de uma comunidade existente. Mover para outro local desejado também pode ser problemático.

Atender às necessidades dos australianos mais velhos geralmente significa um aumento nas habitações de média densidade. É provável que os desenvolvedores exijam incentivos para produzir esses produtos de média densidade em vez de um desenvolvimento de alta densidade potencialmente mais lucrativo - embora exista, é claro, um mercado de redução de tamanho de apartamentos bem localizados.

Metade dos maiores de 55 anos está aberta ao downsizing A maioria dos downsizers quer menos jardim para manter, mas ainda quer uma casa de três quartos. Ben Romalis / Shutterstock

O setor de aposentadoria começou a responder às aspirações dos australianos mais velhos. Está desenvolvendo habitações maiores e oferecendo uma gama crescente de opções, desde as mais sofisticadas às acessíveis - todas acessíveis e adequadas para o envelhecimento no local.

Os australianos mais velhos, ricos em ações, podem querer construir uma nova habitação para reduzir o tamanho. Mas muitas vezes são incapazes de emprestar para isso, a menos que tenham um capital considerável disponível.

Para apoiar essa via, novos modelos de financiamento para o desenvolvimento podem ser criados para permitir que os australianos mais velhos se desenvolvam sem antes vender a casa principal. Essa mudança permitiria formas de desenvolvimento mais colaborativas, como um grupo de indivíduos afins desenvolvendo um site como moradia para uma pequena comunidade.

Para aqueles inquilinos privados vulneráveis mudar para a aposentadoria, é essencial um alojamento de aluguel mais seguro por meio do setor de habitação social e entregue privadamente. O setor habitacional comunitário tem um papel fundamental a desempenhar.

Onde vais?

O cenário habitacional australiano deve mudar para um modelo de diversidade habitacional com posse segura - propriedade e aluguel - em bairros onde os moradores podem caminhar facilmente para serviços semanais e instalações de recreação, participar socialmente e estar perto das opções de transporte público.

O design é igualmente importante. Os australianos precisam habitações adaptáveis isso pode mudar para atender às necessidades de habitação.

Esse cenário fornecerá opções efetivas de redução de tamanho nas quais as famílias podem envelhecer bem nos locais que melhor atendem às suas necessidades e aspirações.

Sobre os Autores

Amity James, professor sênior da Faculdade de Economia, Finanças e Propriedade, Curtin University; Steven Rowley, Diretor da Escola de Economia, Finanças e Propriedade, Curtin University. Diretor, Instituto Australiano de Habitação e Pesquisa Urbana, Curtin Research Center, Curtin Universitye Wendy Stone, professora associada do Centro de Transições Urbanas e diretora do Centro de Pesquisa Australiano Swinburne Research Institute do Instituto de Habitação e Pesquisa Urbana, Swinburne University of Technology

Este artigo foi republicado a partir de A Conversação sob uma licença Creative Commons. Leia o artigo original.

Livros recomendados:

Capital do Século XXI
por Thomas Piketty. (Traduzido por Arthur Goldhammer)

Capital na capa dura do século XXI por Thomas Piketty.In Capital no século XXI, Thomas Piketty analisa uma coleção única de dados de vinte países, desde o século XVIII, para descobrir os principais padrões econômicos e sociais. Mas as tendências econômicas não são atos de Deus. A ação política acabou com as desigualdades perigosas no passado, diz Thomas Piketty, e pode fazê-lo novamente. Uma obra de extraordinária ambição, originalidade e rigor, Capital do Século XXI reorienta nossa compreensão da história econômica e nos confronta com lições moderadoras para hoje. Suas descobertas vão transformar o debate e definir a agenda para a próxima geração de pensamento sobre riqueza e desigualdade.

Clique aqui para mais informações e / ou para encomendar este livro na Amazon.


A fortuna da natureza: como os negócios e a sociedade prosperam investindo na natureza
por Mark R. Tercek e Jonathan S. Adams.

A fortuna da natureza: como os negócios e a sociedade prosperam investindo na natureza por Mark R. Tercek e Jonathan S. Adams.Qual é a natureza vale a pena? A resposta a esta pergunta-que tradicionalmente tem sido enquadrado em termos ambientais, está revolucionando a maneira como fazemos negócios. Dentro Fortune da naturezaMark Tercek, CEO da The Nature Conservancy e ex-banqueiro de investimentos, e o escritor de ciência Jonathan Adams argumentam que a natureza não é apenas a base do bem-estar humano, mas também o investimento comercial mais inteligente que qualquer empresa ou governo pode fazer. As florestas, várzeas e os recifes de ostras, muitas vezes vistos simplesmente como matéria-prima ou como obstáculos a serem eliminados em nome do progresso, são de fato tão importantes para nossa prosperidade futura quanto a tecnologia ou a lei ou a inovação empresarial. Fortune da natureza oferece um guia essencial para o bem-estar econômico e ambiental do mundo.

Clique aqui para mais informações e / ou para encomendar este livro na Amazon.


Além Outrage: O que deu errado com a nossa economia e nossa democracia, e como corrigi-lo -- por Robert B. Reich

Além OutrageNeste livro oportuno, Robert B. Reich argumenta que nada de bom acontece em Washington, a menos que os cidadãos são energizados e organizados para fazer atos certeza de Washington no bem público. O primeiro passo é ver a imagem grande. Além Outrage liga os pontos, mostrando porque a participação crescente de renda e de riqueza indo para o topo tem prejudicado o crescimento eo emprego para todos, minando a nossa democracia; causado americanos a tornar-se cada vez mais cínico sobre a vida pública, e muitos americanos virou um contra o outro. Ele também explica por que as propostas do "direito regressivo" está absolutamente errado e fornece um roteiro claro do que deve ser feito. Aqui está um plano de ação para todos os que se preocupa com o futuro da América.

Clique aqui para mais informações ou para encomendar este livro na Amazon.


Isso muda tudo: ocupe Wall Street e o movimento 99%
por Sarah van Gelder e funcionários do SIM! Revista.

Isso muda tudo: Ocupe Wall Street e o Movimento 99% de Sarah van Gelder e equipe do YES! Revista.Isso muda tudo mostra como o movimento Occupy está mudando a maneira como as pessoas veem a si mesmas e ao mundo, o tipo de sociedade que acreditam ser possível e seu próprio envolvimento na criação de uma sociedade que trabalhe para o 99% em vez de apenas 1%. Tentativas de classificar esse movimento descentralizado e de rápida evolução levaram à confusão e percepção equivocada. Neste volume, os editores de SIM! Revista reunir vozes de dentro e de fora dos protestos para transmitir as questões, possibilidades e personalidades associadas ao movimento Occupy Wall Street. Este livro apresenta contribuições de Naomi Klein, David Korten, Rebecca Solnit, Ralph Nader e outros, além de ativistas do Occupy que estavam lá desde o início.

Clique aqui para mais informações e / ou para encomendar este livro na Amazon.



enafarzh-CNzh-TWnltlfifrdehiiditjakomsnofaptruessvtrvi

siga InnerSelf on

facebook-icontwitter-iconrss-icon

Receba as últimas por e-mail

{Emailcloak = off}

DOS EDITORES

Uma mudança virá...
by Marie T. Russell, InnerSelf
(30 de maio de 2020) Ao assistir as notícias sobre os eventos na Filadélfia e em outras cidades do país, meu coração está doendo pelo que está acontecendo. Eu sei que isso faz parte da maior mudança que está ocorrendo…
Uma música pode elevar o coração e a alma
by Marie T. Russell, InnerSelf
Eu tenho várias maneiras que eu uso para limpar a escuridão da minha mente quando a vejo penetrar. Uma é a jardinagem, ou o tempo na natureza. O outro é o silêncio. Outra maneira é ler. E um que ...
Por que Donald Trump poderia ser o maior perdedor da história
by Robert Jennings, InnerSelf.com
Toda essa pandemia de coronavírus está custando uma fortuna, talvez 2, 3 ou 4 fortunas, todas de tamanho desconhecido. Ah, sim, e centenas de milhares, talvez um milhão, de pessoas morrerão prematuramente como uma pessoa direta ...
Mascote da pandemia e da música-tema para distanciamento e isolamento social
by Marie T. Russell, InnerSelf
Me deparei com uma música recentemente e, ao ouvir a letra, pensei que seria uma música perfeita como uma "música tema" para esses tempos de isolamento social. (Letra abaixo do vídeo.)
Deixando Randy canalizar minha furiosidade
by Robert Jennings, InnerSelf.com
(Atualizado em 4-26) Não consegui escrever direito uma coisa que estou disposto a publicar este último mês. Veja, estou furioso. Eu só quero atacar.