Amazon está transformando 25 - Aqui está um retrospecto de como isso mudou o mundo

Amazon está transformando 25 - Aqui está um retrospecto de como isso mudou o mundo A Amazon redefiniu o varejo nos últimos anos da 25. Adriano / shutterstock.com

Um quarto de século atrás, em julho 5, 1994, uma empresa, que compartilhou um nome com o maior rio do mundo, foi incorporada. Ela vendia livros para clientes que chegavam ao site por meio de um modem dial-up.

Não foi a primeira livraria a vender on-line. (Books.com lançado em 1992.) Mas se comportou como uma loja local, cujo lojista conhecia os clientes pelo nome - um sino tocou na sede da empresa em Seattle cada vez que um pedido foi feito.

O fundador da Amazon, Jeff Bezos, decidiu tornar-se uma “loja de tudo”. A empresa se tornaria não apenas uma loja de tudo, mas uma “empresa de tudo”.

Hoje, 25 anos depois, a Amazon reformulou o varejo permanentemente. É uma das três principais empresas mais valiosas do mundo, com uma capitalização de mercado em torno de US $ 1 trilhões, maior do que o PIB de quase 200 países.

Se você tivesse comprado $ 100 de suas ações de IPO na 1997, valeria cerca de $ 120,000 hoje.

Amazon está transformando 25 - Aqui está um retrospecto de como isso mudou o mundo

Redefinindo o varejo

A Amazon sempre levou a conveniência da compra para níveis mais novos.

Antes do 1994, os compradores precisavam viajar para as lojas para descobrir e comprar coisas. Compras costumava ser um trabalho árduo - vagando por vários corredores em busca de um item desejado, lidando com crianças chorando e irritantes, e esperando em longas filas de verificação. Hoje, as lojas tentam alcançar os compradores em qualquer lugar, a qualquer momento e por meio de vários canais e dispositivos.


Receba as últimas notícias do InnerSelf


Após experimentar pela primeira vez o frete grátis de dois dias do programa de associação Prime da Amazon, os compradores começaram a esperar nada menos de cada varejista on-line. Cerca de 100 milhões de compradores em todo o mundo tem o Amazon Prime.

A empresa tornou as compras mais convenientes por meio de recursos como pedido com um clique; recomendações personalizadas; captador de pacotes em hubs e armários da Amazon; encomendar produtos com o simples toque de um botão Dash; E entrega em domicílio com o Amazon Key.

Os compradores também podem pesquisar e solicitar itens por meio de um simples comando de voz para um Echo ou clicando em um Instagram ou um Pinterest imagem. Amazon agora ainda tem um loja “Go” sem caixa em Seattle.

A Amazon tem sido um fator no crescente fechamento de lojas de tijolo e argamassa que não conseguem acompanhar as mudanças no varejo. Nas primeiras semanas 15 da 2019, houve cerca de fechamentos de lojas 6,000 nos EUA, maior do que o número de fechamentos em todos os 2018. Analistas temem uma vinda "Apocalipse de varejo".

como amazon mudou o mundo2 7 6

Um grande empregador

O impacto da Amazônia se estende a outras indústrias, incluindo dispositivos de consumidor inteligente (Alexa), serviço de nuvem (Amazon Web Services) e produtos e serviços de tecnologia (drones).

Tal é o impacto da Amazon que os players da indústria e os observadores usam o termo “Amazônia” para descrever seu modelo de negócios e operações sendo interrompidas pela Amazon.

Hoje, a Amazon é de longe o maior empregador de tecnologia. isto emprega mais pessoas do que as próximas cinco empresas de tecnologia combinadas. Não é de admirar que a Amazon tenha criado tanta agitação no ano passado antes selecionando um local para sua segunda sede.

Amazon está transformando 25 - Aqui está um retrospecto de como isso mudou o mundo

A cultura de trabalho da Amazon é intensa. Tem uma reputação como um ambiente cruel com uma alta taxa de burnout de funcionários. É automatizando tantos trabalhos quanto possível, principalmente em armazenagem.

Ao mesmo tempo, após críticas de políticos, a Amazon intensificou em outubro o 2018 elevando o salário mínimo para todos os funcionários dos EUA para $ 15 por hora.

Diante das crescentes críticas sobre o impacto crescente das caixas e outros materiais de embalagem da Amazon no meio ambiente, a Amazon prometeu divulgar mais informações sobre seu impacto ambiental no final da 2019.

A próxima geração

O que está reservado para o futuro da Amazon?

Amazon está transformando 25 - Aqui está um retrospecto de como isso mudou o mundo O Amazon Echo Plus. ClassyPictures / shutterstock.com

Bezos disse que os esforços da Amazon focar em evitar que morra. Como ele notou em uma reunião geral da 2018, “a Amazon não é grande demais para falhar”.

Como professor de marketingTendo conduzido pesquisas sobre o varejo on-line e analisado centenas de casos, acredito que o futuro da Amazon, como o futuro dos compradores e da sociedade, esteja inextricavelmente ligado à ascensão da inteligência artificial. Começando com Alexa, assistente virtual da empresa, A Amazon está apostando em AI.

Na verdade, Amazon está testando envio antecipado, uma prática na qual ele antecipa o que os compradores precisam e envia os itens para eles sem que os compradores os solicitem. Os compradores podem guardar os itens de que gostam e devolver os que não quiserem sem custo.

Amazon está transformando 25 - Aqui está um retrospecto de como isso mudou o mundo Um diagrama da patente da Amazon para envio antecipado. Patentes do Google

Questões mais imediatas estão relacionadas à entrada da Amazon em duas indústrias críticas, porém críticas: assistência médica e serviços financeiros.

Embora a Amazon tenha interrompido muitas indústrias, essas duas são indústrias altamente regulamentadas nas quais a empresa não tem muita experiência.

A Amazon está pensando em se tornar um grande jogador em os mercados farmacêutico e de seguro de saúde. Em maio, adquiriu Drogaria on-line PillPack por US $ 1 bilhões para quebrar o mercado de $ 500 bilhões para medicamentos controlados e tem formou uma joint venture de saúde com a Berkshire Hathaway e JP Morgan Chase.

Enquanto isso, com 310 milhões de contas de clientes, Amazon está construindo um conjunto de serviços financeiros de alta tecnologia, Tais como Amazon Cash, uma forma de adicionar dinheiro ao seu saldo on-line e o Amazon Pay, um serviço de pagamento on-line. Esses programas visam desenvolver mercados como a Índia, que tem uma população enorme que não usa bancos.

A Amazon reformulou o varejo permanentemente nos últimos anos da 25. No próximo 25, pode totalmente redefinir como o mundo compra.A Conversação

Sobre o autor

Venkatesh Shankar, professor de marketing; Diretor de Pesquisa, Centro de Estudos de Varejo, Texas A & M University

Este artigo foi republicado a partir de A Conversação sob uma licença Creative Commons. Leia o artigo original.

Livros recomendados:

Capital do Século XXI
por Thomas Piketty. (Traduzido por Arthur Goldhammer)

Capital na capa dura do século XXI por Thomas Piketty.In Capital no século XXI, Thomas Piketty analisa uma coleção única de dados de vinte países, desde o século XVIII, para descobrir os principais padrões econômicos e sociais. Mas as tendências econômicas não são atos de Deus. A ação política acabou com as desigualdades perigosas no passado, diz Thomas Piketty, e pode fazê-lo novamente. Uma obra de extraordinária ambição, originalidade e rigor, Capital do Século XXI reorienta nossa compreensão da história econômica e nos confronta com lições moderadoras para hoje. Suas descobertas vão transformar o debate e definir a agenda para a próxima geração de pensamento sobre riqueza e desigualdade.

Clique aqui para mais informações e / ou para encomendar este livro na Amazon.


A fortuna da natureza: como os negócios e a sociedade prosperam investindo na natureza
por Mark R. Tercek e Jonathan S. Adams.

A fortuna da natureza: como os negócios e a sociedade prosperam investindo na natureza por Mark R. Tercek e Jonathan S. Adams.Qual é a natureza vale a pena? A resposta a esta pergunta-que tradicionalmente tem sido enquadrado em termos ambientais, está revolucionando a maneira como fazemos negócios. Dentro Fortune da naturezaMark Tercek, CEO da The Nature Conservancy e ex-banqueiro de investimentos, e o escritor de ciência Jonathan Adams argumentam que a natureza não é apenas a base do bem-estar humano, mas também o investimento comercial mais inteligente que qualquer empresa ou governo pode fazer. As florestas, várzeas e os recifes de ostras, muitas vezes vistos simplesmente como matéria-prima ou como obstáculos a serem eliminados em nome do progresso, são de fato tão importantes para nossa prosperidade futura quanto a tecnologia ou a lei ou a inovação empresarial. Fortune da natureza oferece um guia essencial para o bem-estar econômico e ambiental do mundo.

Clique aqui para mais informações e / ou para encomendar este livro na Amazon.


Além Outrage: O que deu errado com a nossa economia e nossa democracia, e como corrigi-lo -- por Robert B. Reich

Além OutrageNeste livro oportuno, Robert B. Reich argumenta que nada de bom acontece em Washington, a menos que os cidadãos são energizados e organizados para fazer atos certeza de Washington no bem público. O primeiro passo é ver a imagem grande. Além Outrage liga os pontos, mostrando porque a participação crescente de renda e de riqueza indo para o topo tem prejudicado o crescimento eo emprego para todos, minando a nossa democracia; causado americanos a tornar-se cada vez mais cínico sobre a vida pública, e muitos americanos virou um contra o outro. Ele também explica por que as propostas do "direito regressivo" está absolutamente errado e fornece um roteiro claro do que deve ser feito. Aqui está um plano de ação para todos os que se preocupa com o futuro da América.

Clique aqui para mais informações ou para encomendar este livro na Amazon.


Isso muda tudo: ocupe Wall Street e o movimento 99%
por Sarah van Gelder e funcionários do SIM! Revista.

Isso muda tudo: Ocupe Wall Street e o Movimento 99% de Sarah van Gelder e equipe do YES! Revista.Isso muda tudo mostra como o movimento Occupy está mudando a maneira como as pessoas veem a si mesmas e ao mundo, o tipo de sociedade que acreditam ser possível e seu próprio envolvimento na criação de uma sociedade que trabalhe para o 99% em vez de apenas 1%. Tentativas de classificar esse movimento descentralizado e de rápida evolução levaram à confusão e percepção equivocada. Neste volume, os editores de SIM! Revista reunir vozes de dentro e de fora dos protestos para transmitir as questões, possibilidades e personalidades associadas ao movimento Occupy Wall Street. Este livro apresenta contribuições de Naomi Klein, David Korten, Rebecca Solnit, Ralph Nader e outros, além de ativistas do Occupy que estavam lá desde o início.

Clique aqui para mais informações e / ou para encomendar este livro na Amazon.



enafarzh-CNzh-TWnltlfifrdehiiditjakomsnofaptruessvtrvi

siga InnerSelf on

facebook-icontwitter-iconrss-icon

Receba as últimas por e-mail

{Emailcloak = off}